Utaki, em okinawano, traduz a ideia de um lugar sagrado, lugar de oração, geralmente espaços na natureza: um bosque, caverna ou montanha, acessados por poucos. Esse olhar para o sagrado, de acordo com a necessidade sentida pelo fotógrafo Ricardo Tokugawa, se volta para suas raízes, num processo de investigação da família e da casa, conceitos que se misturam dentro da cultura japonesa.
Utaki nos incita a olhar, de dentro para fora, para nossas próprias questões identitárias, os reconhecimentos e estranhamentos que, de dentro de nossas tradições, lugares, costumes e hábitos particulares, não cessam de se mover e se renovar.
Trecho de "Travessias", de Daniel Salum para o livro Utaki​​​​​​​
Utaki é vencedor do Prêmio Lovely Boneco Fotolivro '21 na primeira edição da Imaginária_festa do fotolivro
À venda na Lovely House

You may also like

Back to Top